05 agosto, 2006

 

Comunidade brasileira em Portugal

Hoje foi publicada na Única, revista suplemento do semanário Expresso, uma oportuna reportagem sobre a comunidade brasileira residente em Portugal. Os brasileiros constituem a maior comunidade imigrante residente no nosso país. Os números oficiais do SEF apontam para cerca de 60 mil pessoas, mas todos sabemos que esse número é bem superior.

Grande parte deles, entra no país com um visto de turismo válido por seis meses e acaba por prolongar a sua estadia por tempo indeterminado. Normalmente, são oriúndos da classe média-baixa e procuram na Europa uma alternativa à sua vida de pobreza nos subúrbios das grandes cidades e muitos com dívidas por saldar no seu país. No entanto essa ilusão de mudança de vida muitas vezes transforma-se numa amarga realidade...

Chegados à Europa, não lhes resta grandes alternativas, senão abraçarem empregos subalternos , mal remunerados e com situações contratuais extremamente precárias, visto que muitos deles permanece em território nacional em situação ilegal. Com o objectivo de pouparem algum dinheiro, partilham alojamentos entre si e muitas vezes mal se alimentam. Alguns deles, findo o prazo de validade do seu voo de regresso a casa, vêm-se em situações delicadas e não são raros os casos, em que muitos já não possuem dinheiro para regressar ao Brasil.

Pela minha vivência de Brasil, verifico que existe por parte dos brasileiros uma visão distorcida do suposto Eldorado europeu. Ninguém lhes explica que Portugal de encontra a braços com uma profunda crise económica e são facilmente iludidos com a prespectiva, de virem a auferir salários em euros. Esquecem-se também que os custos de vida na Europa são bastantes superiores e também pagos com os ambicionados euros! Quase todos eles, sonham com um regresso ao Brasil com algumas economias para abrir o seu próprio negócio e poderem proporcionar uma vida mais confortável para as suas famílias.

Verifico com alguma consternação, uma crescente xenofobia em relação à comunidade brasileira em Portugal. Mas para mim, tal facto já não é digno de admiração pois também fui alvo de alguma descriminação no Brasil. Seremos verdadeiramente países irmãos como gostamos tanto de propagandear? Creio que não...
E quais serão as razões que fundamentam a segregação dos brasileiros em Portugal? As diferenças culturais e de atitude são abissais ao contrário do que se pensa. Passado algum tempo, passamos a rejeitar o carácter alegre e expansivo dos brasileiros. Quem não conhece casos de vizinhos, que reclamam dos 10 brasileiros que dividem o T2 no andar de cima e que aos domingos fazem festas com amigos, bebendo para lá da conta?
Mas o maior estigma será em relação às mulheres. Quantas vezes num café ou num supermercado, vemos sorrisos cínicos de homens ao ouvirem uma mulher falar com sotaque brasileiro?
Sabe-se que a grande maioria das prostitutas das boites portuguesas são brasileiras, mas isso é justificativo para se catalogar as pessoas? Será que alguma vez alguém parou para reflectir sobre os reais motivos deste fenómeno?

Muitas das que enveredam pela prostituição, são também ludibriadas com a ilusão de uma vida mais próspera na Europa e inicialmente tentam singrar nos ditos empregos convencionais. Logo verificam que os salários são diminutos e muitas vezes por uma questão de orgulho, recusam-se a revelar às suas famílias situação precária em que se encontram. Escolhem então o rumo da prostituição, que lhes proporciona rendimentos bem superiores, e lhes permite projectar a imagem de emigrante de sucesso quando visitam o Brasil. Está certo, está errado...? È uma questão moral que diz respeito aos valores de cada uma delas. Outras, todos sabemos que são directamente recrutadas no Brasil por redes de prostituição internacionais que as enganam com falsas promessas.
E esses senhores que soltam risinhos e levantam o sobrolho, não serão os mesmos que geram a procura deste tipo de serviços e frequentam as boites da Av.Duque de Loulé às escondidas das suas castas esposas, camuflados em jantares de amigos e horas extraordinárias na empresa?

Também gostaria de aqui revelar a todos, algumas regras desiguais nestes assuntos de imigração que envolvem Portugal e Brasil. O que acontece a um brasileiro que por exemplo vive durante dois anos em situação ilegal no nosso país? Absolutamente nada, a menos que seja flagrado por uma fiascalização do SEF! Se tencionar abandonar o país, entrega o seu passaporte na alfândega, recomendam-lhe que não repita a façanha e nada mais lhe acontece.
O mesmo não acontece no Brasil. Qualquer estrangeiro que exceda o prazo de seis meses do seu visto de turismo, vê-se obrigado a pagar uma coima por cada dia a mais que permanecer em território brasileiro. Se for uma estadia longa, imaginem a conta que o espera no aeroporto! Igualdade de critérios!? Não creio...
Eis uma boa questão para José Sócrates discutir com Lula da Silva, na visita oficial que irá realizar na próxima semana ao Brasil.
E de uma vez por todas temos que regulamentar as questões migratórias no nosso país. È bom para nós e bom para os imigrantes. Existiriam menos ilusões e sonhos desfeitos...

Comments:
Os politicos são todos iguais: palavras..palavras...expectativas e sorrisos e apertos de mão para as televisões...
Recordo ainda o problema dos dentistas brasileiros...

Abraço

Paulo
 
Meu Caro Visconde:
Aparte as inevitáveis adstringências da imigração num
País onde há pouco pão não creio que haja um sentimento especial anti-brasileiro em Portugal, ao contrário do que acontece com algumas comunidades africanas, donde brotou criminalidade em bando. Episódios como o das «Mães de Bragança», julgo que se dariam mesmo que as profissionais em causa fossem, sei lá, vietnamitas. Reecordo uma menos publicitada reacção que ocorreu há uns anos em Évora contra umas filipinas do Meio.
Aqui no Estoril há muitíssimos, talvez porque os provenientes das zonas costeiras não gostem de estar longe do mar. E não os vejo ser mal-tratados, podendo os tais sorrisos advir do "jeito de falar".
Um abraço d quem já teve uma ligação com uma brasileira (não, não era dessas).
 
Em Portugal há muitos sentimentos «anti» e isso nota-se muito nas camadas mais jovens... que se revoltam por verem o nosso país «invadido» por estrangeiros que acabam por trabalhar nas áreas que os portugueses tanto desprezam e consideram ser de «segunda». Enfim. É o país e a mentalidade que temos.
 
Pedro, meu amigo visconde!

Gostei muito do seu post sobre a comunidade Brasileira em Portugal!

Em todo o caso,acho que apesar de falarmos a mesma lingua somos povos muito diferentes!

Somos mais introvertidos e menos abertos a determinados assuntos!
Enquanto que os Brasileiros são um povo exfusiante e muito mais extrovertidos!

Em relação á emigração, os portugueses foram sempre um povo emigrante, provavelmente por isso mesmo temos as portas mais abertas aos povos que imigram para cá!

A xenofobia tem a ver muito com a liberdade sexual dos Brasileiros e nós (portugueses) temos o pé atrás
em relação aos brasileiros.

Devia haver igualdade de oportunidades tanto para os brasileiros em Portugal como para os portugueses no Brasil!

Os votos de um BOM FDS!

Bjks da Matilde
 
Concordo com tudo o que tu dizes... Eu, namorando com um brasileiro e sabendo que vou casar com ele, já tive de enfrentar muitas situações indesejáveis por causa disso... Xenofobia, preconceito.... perguntarem-me se já não havia portugueses disponíveis... Enfim... o Léo diz que está acostumado e que isto é só a ponta do Iceberg, mas para mim isso não deve ser normal e luto contra isso...
Quanto aos imigrante sem si, muitos vêm à procura de fortunas, concretizar sonhos, ganhar dinheiro.... Chegam cá e não é isso que acontece... O Léo, por exemplo, tem formação académica e o emprego que tinha aqui não tinha nada a ver com a formação dele. Mas Graças a Deus que arranjou um emprego agora que tem tudo a ver com aquilo que ele aprendeu a fazer na faculdade...
De resto, só ele pode falar mais... Ele não tem vindo muito à Net, mas eu vou dizer-lhe para quando ele vir, para vir aqui comentar....
beijinhos!
 
Ola,
politiquices... é q ja n ha pachorra, pq n s ve evluçao nenhuma, sj quem for q esta no poder. mas tens razao qd dzs q Portugal e Brasil n sao assim tao irmaos... bj
 
Muito boa observação, caro Pedro...

Cumprimentos
 
Pedro,
Considero o seu post um dos melhores sobre o assunto "imigraçaõ". Já estive em Portugal algumas vezes como turista e pude observar um pequeno traço de preconceito com relação aos imigrantes (brasileiros ou não). Infelizmente não posso dizer que no Brasil isso não exista, mas ele está em menor proporção. Somos um país colonizado e como uma "terra nova" recebemos imigrantes de várias nacionalidades, principalmente os oriundos de uma europa arruinada pelas guerras. No sul do país existem cidades onde se fala alemão !! Há inúmeras comunidades de italianos no sul e no sudeste. No Rio de Janeiro, uma cidade inteira de suíços e outra de finlandeses; em São Paulo, uma das maiores comunidades de japoneses do mundo. Sem contar as imigrações mais recentes, como os libaneses, chineses, etc. Talvez essa diversidade cultural tenha nos proporcionado uma maior capacidade de adaptação.
Acredito que a mídia contribui para a propagação do "sonho dourado" e muitos brasileiros deixam o país sem ter a noção do que os espera lá fora, o que gera frustação. Esse é um assunto sério e gostei muito de ver a sua abordagem.
Abraços e bom final de semana!
 
Um excelente texto Pedro. Eu em relação aos emigrantes trato-os da mesma forma que aos portugueses, pois eu mudei de uma ponta de Portugal para a outra e quando cheguei ao Algarve gostei de ser bem recebido, e gostava que o mesmo me acontecesse se mudásse de país. Há sempre más pessoas, mas isso tanto faz que sejam portuguesas, brasileiras, romenas ou russas.

Um Abraçoe bom Domingo,

Pedro Gonçalves.
 
Visconde:
Um dos teus melhores textos, sem dúvida! Imparcial...
 
Excelente post, trabalho quase jornalistico, realista e imparcial.
 
Podem falar o que quiserem mas não consigo suportar essa malta...
 
Que merda de raça que nós criámos do outro lado do Atlântico. Não têm um pingo de cultura geral, não têm o mínimo bom gosto e são promíscuos por natureza!
Fora daqui com eles e bem rápido!
 
Afrikan Korps:
Dispensamos a visita de nazis neste nosso espaço. Público...mas nem tanto!
 
Ai, que triste... :\ Dá-lhe, Pedro! LOL
 
That's a great story. Waiting for more. Nemo jackets Mazda miata leather seat covers ic100 webcam driver Naughty teenage lesbian movies eat car las dvd
 
Best regards from NY! » »
 
This is very interesting site... »
 
That's a great story. Waiting for more. »
 
gostaria de saber como esta a entrada de brasileiros pela imigraçao no aeroporto ,, pois eu conheço uma portuguesa ai em portugal
e ela me convidou pra mim ir passar uns dias com ela ai
mai tenho receio de ir e eles nao me deixarem entra
 
Hello
order acomplia
Acomplia is a very safe drug or you can say a reliable medium to treat appetite disorder.
[url=http://eriecyam.org/]acomplia prescription online[/url]
Acomplia is considered as a first selective CB1 receptor to be approved by the proper authority.
http://eriecyam.org/ - cheap acomplia online
Acomplia is considered as a first selective CB1 receptor to be approved by the proper authority.
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?